.

.
Página de doutrina Batista-Calvinista. Cremos na inspiração divina, na inerrância e infalibilidade das Escrituras Sagradas; e de que Deus se manifestou em plenitude no seu Filho Amado Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, o qual é a Segunda Pessoa da Tri-unidade Santa
CLIQUE, NO TÍTULO DE CADA UMA DAS POSTAGENS, PARA ACESSAR O ÁUDIO DO SERMÃO OU ESTUDO

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Exposição em Salmos 42.1-5: Onde está o teu Deus?




Jorge F. Isah





INTRODUÇÃO

- Este Salmo não tem um autor definido. Presume-se que seja Davi, muito por causa da linguagem similar ao do Salmo 63.

- Davi passava por duras provas no momento em que escreveu este Salmo. Provavelmente durante a perseguição de Saul ou o motim do seu filho Absalão, usurpando-lhe o trono. Entretanto, pode acontecer com qualquer um, em situação dramática e aflitiva, as reflexões e os anseios revelados pelo salmista. 

- No mundo cada vez mais distante de Deus, as últimas tragédias em Brumadinho, no Rio e outras localidades, têm abalado a fé de muitos, inclusive de pessoas que se consideram cristãs.

- Levando muitos à descrença e a abandonarem a fé.

- Interessante que, ao invés de buscarem mais a Deus, eles caem na incredulidade, e abandonam, se não definitivamente, ao menos temporariamente a fé.

- Citar o caso da minha prima, que me perguntava: “Por que Deus deixou que a minha amiga morresse?”.

- Respondi a ela: qual a culpa de Deus na morte da sua amiga? Não estamos todos debaixo do pecado e, por causa do pecado, do afastamento de Deus, o amor não habita os nossos corações, e nos entregamos ao mal? Matando, mentindo, enganando, traindo, roubando, cobiçando? O mundo é injusto por causa de Deus ou por causa do homem? Porque o homem se rebelou contra Deus, e desde o Éden não faz outra coisa senão desobedecer a Deus e a sua palavra, e se entregar ao seu próprio coração, satisfazendo-o por meio do pecado. 

- O alerta do apóstolo João é lido, ouvido, posto em prática? Mesmo por muitos cristãos? Ler 1 João 4.7-11



ONDE ESTÁ O SEU DEUS? 

- Qual a reação do homem diante das tragédias?

- O que o incidente em Brumadinho, por exemplo, tem a dizer?

- O homem reage de três formas: 

1) Agir com escárnio e deboche, como os “amigos de Davi”, zombando da sua fé: “Onde está o teu Deus?”

2) Agir sem compaixão, zombando da condição do aflito, acusando-o, como os “amigos de Jó”. Lembremos que, mesmo tendo “boas intenções”, o que fizeram foi aumentar a sua aflição e dor, fazendo de Jó o causador de toda a desgraça que lhe sobreveio: a perda dos seus rebanhos, da sua casa, dos seus servos, da sua família, da sua saúde. Enquanto Jó estava sendo tentando por Satanás, nada além disso. 

3) Agir com fé. Há muitos exemplos de heróis da fé na Bíblia. Em Hebreus 11, o apóstolo relaciona alguns que, vivendo pela fé, pela expectativa de algo que não viram, nem vivenciaram, mantiveram a confiança em Deus.

– O que é fé? Hebreus 11.6

- Galardoador: recompensar, gratificar, dar, mas também consolador e confortador.
 

UM EXEMPLO DE FÉ 

- João 11:20-27 – Diálogo entre Jesus e Marta acerca da morte e ressurreição de Lázaro. Marta declarou a sua fé e confiança em Cristo, ainda que, talvez, não esperasse a ressurreição do seu irmão, morto há três dias, e já sepultado na rocha. 

- Cristo confirmou a sentença de Hebreus 11, de que Deus é galardoador daqueles que o buscam e amam, recompensando-os com bênçãos infinitas. 

- Mas o resultado da fé será sempre os milagres e satisfação dos desejos e necessidades neste mundo? Seria Deus o “gênio da lâmpada” a satisfazer os nossos desejos mediante o ato de fé? Como o esfregar da lâmpada? 



O OBJETIVO DA FÉ: A CIDADE CELESTIAL

- Voltemos a Hebreus 11 e façamos uma leitura mais detalhada, em especial dos versos 32-40. 

- Ao passo em que muitos alcançaram vitórias, por meio da fé (v.33-34), houve contudo aqueles que serviram a Deus com o seu sofrimento, dor e sangue (35-37). E meio em meio as piores provações e ataques, resistiram pela fé, herdando e alcançando a Cidade Celestial, a vida eterna com Deus (13-16). 

- Meditar em 1 Samuel 12.15-23 – Davi não rejeitou a Deus pela morte do seu filho, pelo contrário, após a morte ele se lava, troca de roupas, vai ao templo e o adora, come, confiando que veria a criança quando fosse até ela. Ele sequer quis ser consolado, ainda que o tenha feito com a sua esposa, Betsaba. Houve forças suficientes para confortá-la, e levar a ela a mesma esperança que tinha. 



A IGREJA COMO INSTRUMENTO DE CONSOLO E FORTALECIMENTO

- Por isso o salmista relembra os momentos em que estava, junto com outros irmãos, adorando e cultuando a Deus. É o que ele diz no verso 4: 

“Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.”

- A igreja, na comunidades dos santos, pode nos trazer conforto, consolo e fortalecimento da fé, por isso Cristo nos instituiu como o seu corpo, e tanto o que o salmista diz como aquilo aventado por Paulo em Hebreus 11.40. 

- Davi se ressente do convívio no templo, em adoração a Deus, de uma alegria que não sentia nesse momento, mas tinha também o desejo de voltar a senti-lo, no comunhão entre irmãos, na adoração como um só corpo ao bom Deus. 


SEM CONHECER A DEUS, O HOMEM É IDÓLATRA

ÊXODO 32. 1-6 – O povo clama a Arão que construa um bezerro de ouro para adorarem.

ÊXODO 32.7-14 – Deus ameaça destruir o povo, mas mantém a sua promessa a Moisés, de por meio dele fazer uma grande nação. Moisés demove a Deus, que se arrepende de ter planejado o mal para a nação de Israel.

ÊXODO 32.15-20 – Moisés se ira ao ver o povo em festa, adorando ao bezerro de ouro (o povo estava nu, provavelmente se entregando a tipo de culto sexual); ele derrete o bezerro e dá de beber ao povo.

- Se Moisés, sendo homem e pecador, se irou ao ver a abominação no meio do povo, que dirá o Deus santo e perfeito, diante de tamanha ofensa?

- Por que de que adianta blasfemar, negar ou acusar a Deus? Isso não trará conforto, nem paz, mas apenas a satisfação da carne, alimentando ainda mais a rebeldia e inimizade com Deus. 



UM MUNDO LONGE E AFASTANDO-SE MAIS E MAIS DE DEUS

- Sabemos que o mundo jaz no maligno, e de que ele labora pelo seu senhor contra o Deus trino e santo.

- Então, sem o mover de Deus no individuo, temos um círculo vicioso, em que o homem é ignorante de Deus, e se faz incrédulo, enquanto a incredulidade aprimora a ignorância.

- O mundo não conhece a Deus. João 14:16

- Sem o Espírito de Deus é impossível conhece-lo. Sem conhece-lo, não há esperança ou confiança.



A IGREJA CONHECE A DEUS; CRISTO O REVELOU

- Pela pessoa de Cristo, conhecemos a Deus e somos dele conhecido. 

João 14.8


CONCLUSÃO: O CONHECIMENTO DE DEUS TRAZ A PAZ

João 14.1 e 27

- Meu irmão e irmã, faça uma avaliação sincera do seu coração: você confia em Deus? 

- Não apenas nas dádivas e milagres proporcionados dia após dia, mas, mesmo nas lutas, dores e tribulações, confia em que não está desamparado e de que terá o conforto e consolo e fortalecimento neste mundo, mas a recompensa de uma vida eterna com o Senhor?

- Você conhece o Deus que prometeu, assim como prometeu ao seu povo as recompensas e tesouros guardados em Cristo? 

- Lembre-se, Paulo ouviu o que nenhum outro homem ouviu, ao subir ao terceiro céu palavras inefáveis, maravilhosas, inexprimíveis, reservadas àqueles que conhecem e amam a Deus, e dele é amado (2 Coríntios 12.2-4)

- Conhecendo a Deus, temos paz! Pois sabemos que todas as nossas angústias e dores estão lançadas sobre os ombros do Senhor, como o apóstolo nos diz: lançando sobre ele, Cristo, toda a nossa ansiedade, porque ele tem cuidado de nós”.

- Por fim o salmista se pergunta a si mesmo: 

“Por que está abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim?”

- Para, ele mesmo, responde-la:

“Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face”.

Ele conhecia a Deus, e mesmo nas vicissitudes da vida, sabia que podia esperar nele, e somente nele, para a sua alegria, conforto e segurança.